O Elmo Perdido – IV

Maio 4, 2012

IV

 Dário não tinha nada para se defender, então se jogou no chão enquanto Ágape cuidava dos dez homens que os atacavam. No meio da batalha, Ágape soltou a corda, quando ele se deu conta, estava livre. Conseguiu dar rasteiras nos homens que o cercava e se colocou em pé, era a hora perfeita para fugir, embora uma voz na sua cabeça lhe dizia que não era certo deixá-la ali, mas logo se convenceu que a filha de Hades sabia se cuidar. Na primeira oportunidade, correu sem direção certa.

Já tinha conseguido se afastar, quando ouviu um grito; parou no mesmo momento e olhou para trás. Ninguém o estava seguindo, suas pernas queriam continuar fugindo, ele ficou ali parado lutando contra ele mesmo até correr de volta para a batalha. Será que ela pode morrer? Desejou que ela estivesse viva, tentou bolar um plano caso eles a tivessem feito prisioneira, mas não conseguia pensar.

Ao chegar ao local Ágape estava agachada em meio aos homens mortos dispersos pelo chão. Parecia cansada. Levantou-se lentamente imperturbável, porém, ao ver Dário teve um sobressalto. Ele caminhou devagar entre os mortos. “Por que você voltou?” Ela perguntou com pesar.

“Eu ouvi um grito… Achei que…”

“Era sua chance de escapar…” Eles se olharam por um breve momento, até que ele desviou o olhar e viu gotas de sangue pingando no chão.  “Ele me acertou…” Antes que ela conseguisse terminar de falar, caiu no chão inconsciente.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: